sábado, 18 de abril de 2009

Fim do fumacê

O termo “Politicamente Correto” é apenas um eufemismo para a “Ditadura dos Chatos”. Em todo caso, existe um dos aspectos que os politicamente corretos acertam em cheio que é a repressão ao tabagismo.

Com a nova lei que restringe bruscamente os locais em que é permitido fumar, alguns tabagistas estão em ardorosa campanha reivindicando seus direitos de minoria... Apesar de pontuais excessos da nova lei (que poderia prever a criação de bares em que fosse permitido fumar, onde os não-fumantes clientes ou empregados só entrariam sob sua conta e risco), a maioria dos críticos não são aqueles fumantes educados que evitavam fumar em lugares fechados ou ao lado de alguém que está se alimentando, mas são exatamente os fumantes inconvenientes e egocêntricos que, na hora de medir o bem estar coletivo, só enxergam seu vicio .

Ocorre que a sensibilidade a fumaça de um fumante é imensamente menor do que a de um não-fumante, de modo que os tabagistas sequer percebem que estão incomodando. Para convencê-los, basta fazer com que os fumantes de cigarros passem o dia acompanhando um fumante de charutos ou cachimbos. Depois da experiência, não haverá dúvidas que os fumantes de cigarro perceberão como a fumaça (dos outros) incomoda, resta a eles entenderem que a suave fumaça de um cigarro tem o mesmo efeito sobre os não-fumantes.

**********

De São Paulo-SP.

2 comentários:

  1. concordo. Fui numa balada fora e não podia fumar, na saída tinha um chiqueirinho simples que as pessoas fumavam lá e voltavam para a balada. Era MUITO melhor :)

    ResponderExcluir